Fiéis da Igreja Deus é Amor se despedem do missionário Davi Miranda

O missionário David Martins Miranda, fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor, morreu aos 78 anos

Pastor Myles Munroe e esposa morrem em acidente aéreo

Morreu o líder dos Ministérios Bahamas Fé, autor de vários best-sellers, Dr. Myles Munroe, juntamente com sua esposa Ruth, vítimas de um acidente aéreo.....

Veja os bastidores do show de Bruna Karla em Cataguases, MG, no evento "Todos contra a pedofilia".

O evento contou com a participação da banda Culto Racional, do pastor Gineton Alencar, prefeito José César Samor, Aléx Medeiros como Silvio Santos cover, entre outros e finalizando com grande show gospel com a cantora Bruna Karla....

Pastor Silas Malafaia diz que o CNJ não tem competência para decidir sobre casamento Gay. Assista ao vídeo.

O Pastor Silas Malafaia esteve no programa do Ratinho na quinta-feira, 27 de maio, pelo SBT, onde conversou sobre diversos temas...

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Sudanesa condenada à morte por apostasia dá à luz na prisão

A jovem cristã Meriam Yahia Ibrahim Ishag, condenada à forca no Sudão por se converter ao cristianismo, deu à luz na prisão nesta terça-feira (27)

"Deu à luz uma menina hoje", declarou o diplomata referindo-se a Meriam Yahia Ibrahim Ishag, de 27 anos, filha de um muçulmano e condenada em meados de maio em virtude da lei islâmica vigente no Sudão desde 1983 e que proíbe as conversões, sob pena de morte.

"Parece que a mãe e a filha estão bem", declarou o diplomata, que pediu o anonimato. "É cruel se encontrar nesta situação", acrescentou.

A condenação à morte da jovem por um tribunal de Cartum no dia 15 de maio provocou uma onda de indignação. Segundo os militantes de direitos humanos, a jovem permanece detida na prisão para mulheres de Ondurman com seu primeiro filho de 20 meses.

"Demos três dias para renunciar a sua fé, mas você insistiu em não voltar ao islã. Condeno-a à pena de morte na forca", declarou o juiz Abbas Mohamed al-Khalifa, dirigindo-se à mulher pelo sobrenome de seu pai, de confissão muçulmana.

Antes do veredito, um chefe religioso muçulmano tentou convencê-la a voltar ao islã, mas a mulher disse ao juiz: "Sou cristã e nunca cometi apostasia".

Meriam Yahia Ibrahim Ishag (seu nome cristão) também foi condenada a cem chibatadas por adultério.

De acordo com a Anistia Internacional, Ishag foi criada no cristianismo ortodoxo, a religião de sua mãe, já que seu pai, muçulmano, esteve ausente durante sua infância. Posteriormente, a jovem se casou com um cristão do Sudão do Sul.

Segundo a interpretação sudanesa da sharia (lei islâmica), uma muçulmana não pode se casar com um não muçulmano.

Se a pena for aplicada, ela será a primeira pessoa punida por apostasia em virtude do código penal de 1991, segundo o grupo de defesa da liberdade religiosa Christian Solidarity Worldwide.
Fonte: Missão Portas Abertas

Ex-gays prestam apoio a Psicóloga Marisa Lobo

Eles relatam na internet que é possível deixar de ser homossexual e brigam pelo direito de outros descontentes buscarem ajuda psicológica

A psicóloga Marisa Lobo teve seu diploma cassado pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP) do Paraná por ser acusada de promover a “cura” de homossexuais. Pelo Facebook muitos ex-gays lançaram uma campanha contra a decisão mostrando que é possível deixar a prática e voltar a ser heterossexual.


A campanha mostra casais onde um dos parceiros já viveu o homossexualismo e conseguiu vencer a atração por pessoas do mesmo sexo. Abaixo de cada mensagem eles escrevem um recado para quem não acredita que exista ex-gay: “Não é porque você deixa de acreditar, que nós vamos deixar de existir #apoiamosMarisaLobo”.

Entre os defensores da psicóloga está o pastor Joide Miranda que chegou a ser travesti. Ele sempre comenta que “Deus restaurou sua identidade sexual” e acredita que o mesmo pode acontecer com os homossexuais que estão insatisfeitos com a vida que levam.

A esposa de Joide, Edna Miranda, também entrou na campanha e escreveu: “Meu marido é ex-gay, ele existe. #repúdio ao Conselho de Psicologia. #MarisaLobo, obrigada por respeitar nossa existência. Edna e Joide Miranda”.

A página com pouco mais de 500 curtidas defende o direito de deixar a homossexualidade. Na foto da capa há frases de psicólogos americanos que defendem o mesmo. “Homossexuais podem mudar! É uma injustiça os jovens não saberem disso!”, teria dito Joseph Nicolosi, psicólogo clínico americano. “Fui buscar na ciência um jeito para deixar de ser gay e consegui!”, seria a frase de Richard Cohen, psicoterapeuta e ex-gay.

Marisa Lobo foi cassada por acreditar nesses pensamentos, aliado a isto está a sua crença, por ser evangélica e se declarar como psicóloga cristã ela chegou a ser coagida pelo CRP que exigiu que ela tirasse todas as menções a Deus de suas redes sociais e página da internet. A psicóloga não aceitou.

Fonte: Gospel Prime


Vídeo: CNN Destaca gravação do DVD "Tetelestai" do Diante do Trono em Israel


O Ministério de louvor Diante do Trono, esteve em Jerusalém nas últimas semanas, para gravar o DVD do albúm Tetelestai (expressão grega que pode ser traduzida como “está consumado”, “totalmente pago” ou “dívida cancelada”).

A gravação contou com a participação das pessoas que estavam acompanhando a caravana Diante do Trono em Israel 2014.

A vocalista e líder do grupo Ana Paula Valadão, publicou em seu Twitter, uma matéria divulgada pela CNN, uma das mais importantes emissoras de TV do mundo.

O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012