segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O que você acha da participação de evangélicos no BBB12? Agora até Daniel que foi expulso seria evangélico. Opine.

Nesta edição do BBB12, uma coisa parece diferente: pela primeira vez estariam em uma edição, duas participantes evangélicas, a baiana, Jakeline (22) e a mineira Kelly (28). Agora, chega a notícia, através do blog “Cleycianne”, de que Daniel, participante que foi expulso por comportamento inadequado e suspeita de estupro, também seria evangélico da igreja Zion Church, mesma da apresentadora Monique Evans conforme mostra em seu Facebook. 

Página do Facebook de Daniel mostra  diálogo de pessoas afirmando que ele é evangélico.

Sobre a participação das mulheres, o comportamento, na minha opinião, deixa a desejar em relação ao que seria esperado de um cristão. Em relação ao posicionamento delas nas festas, que sempre são regadas com muita bebida, vou destacar a frase dita por Jakeline após entrar cantando muito e cheia de animação no quarto depois a festa de sábado (21): “Quem mandou eu beber para espantar as mágoas”.

Não quero tomar uma posição ultraconservadora aqui e nem julgar ninguém, mas em relação a estes “pseudo-evangélicos” que vivem aparecendo na TV (não falo isto somente em relação ao BBB), gostaria de citar um belíssimo exemplo, de um outro reality show exibido pela Rede Record de televisão, denominado “a casa da Ana Hickman”, em que uma jovem de nome Wasthí Laures de Castro de 25 anos, membro da igreja Adventista do sétimo dia, resolveu deixar o programa porque não iria jamais contra as convicções de sua fé, recusando em participar da prova no sábado. 

O que está acontecendo hoje, com a rotulação de muitos como “evangélicos”,  é uma afronta aos verdadeiros cristãos, que lutaram para serem  reconhecidos como igreja e mostrarem testemunho, pois o mundo está sempre apontando os erros dos crentes. Os evangélicos de verdade, deveriam lutar para que não se inclua todos no mesmo “saco”, que se separasse o joio do trigo, pois pela bíblia, sabemos que é correto deixar o joio crescer junto com o trigo, para que não se corte o trigo também, mas do jeito que está, o joio está a ponto de sufocar o trigo de tanto que cresceu.

Diante disso, surge muitas questões: Um evangélico deveria participar desse tipo de programa? E se participar, não deveria ter um comportamento diferente, a fim de ser luz? Será que o crescimento dos evangélicos no Brasil não foi mais um inchamento do que crescimento?

Bom, que cada um possa fazer a sua parte, com amor e Cristo no coração e testemunho no dia a dia.



Você acha que os evangelicos do BBB12 representam de fato os evangélicos?






VotarVer resultado


Reações:
O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012