sexta-feira, 25 de maio de 2012

Ministério Público de Mato Grosso lava as mãos e passa as investigações sobre as fazendas de Valdemiro para o MP de São Paulo.

O apóstolo Valdemiro Santiago, líder da IMPD (Igreja Mundial do Poder de Deus), após denúncias da Rede Record de Televisão, passou a ser investigado em março pelo Ministério Público Estadual de Mato Grosso, local onde ele teria comprado fazendas totalizando 26,1 mil hectares de terra, avaliadas em mais de R$ 50 milhões e que supostamente, teria utilizado do dinheiro da igreja para comprar as terras, situadas na região de Santo Antônio do Leverger e colocá-las em seu nome. Porém, segundo informações, o MPE de Mato Grosso, enviou os documentos sobre o caso ao Ministério Público de São Paulo na quinta-feira (17) e em parecer, o procurador geral do estado, Marcelo Ferra Carvalho, disse que “em razão da sede da igreja estar instalada no Estado de São Paulo, cabe ao ministério daquela região investigar as denúncias de supostas fraudes cometidas pelo ‘apóstolo’ aos cofres públicos”.


Inicialmente, o processo havia sido aberto pelo Ministério Público Federal, mas que posteriormente passou a competência para o MPE de Mato Grosso, uma vez que o procurador da República, Marcellus Lima, constatou que não houve uso do dinheiro da união, declinando para o MPE/MT.

Inicialmente o líder religioso negou a compra das terras, porém documentos do Cartório do 2º Ofício da cidade contendo a assinatura do apóstolo comprovam a aquisição das propriedades. Além dos documentos, Santiago esteve por duas vezes no estabelecimento. Valdemiro porém, nega que a assinatura seja sua, insinuando que os documentos mostrados na TV foram falsificados.


Com informações dos sites “odiario.com” e "Olhar Direto"




Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO!: É muito importante para nós sabermos sua opinião sobre o que acabou de ler, por isso, deixe o seu comentário sobre a matéria acima que será um prazer para nós exibi-lo aqui. Lembramos apenas que VOCÊ é o ÚNICO responsável por seu comentário e que não são permitidos comentários que contenham: Conteúdo ofensivo, difamatório ou palavras de baixo calão.

O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012