sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Problema do rombo na Maranata pode ser pior que parecia.


Conforme as últimas notícias sobre o processo que corre em segredo de justiça na 8ª Vara Cível de Vitória, deflagrado por uma investigação que a própria Igreja Cristã Maranata propôs a fazer, sobre desvios de dinheiro em seu caixa, onde estão sendo acusados o ex-vice-presidente Pr. Ângelo Pereira, o contador,  Leonardo Alvarenga e mais três pessoas, os problemas não param de surgir  e até agora, já se sabe que apenas um armarinho localizado no bairro de São Torquato, em Vila Velha, na Grande Vitória, teria emitido notas no valor total de R$ 941.000,00 que deveriam ser para produtos de papelaria que nunca chegaram a ser entregues. Esta é apenas uma das empresas que poderão ser responsabilizadas.


Outro problema, é que o Diário Oficial, aponta o recebimento de mais de R$ 1,2 milhões de repasses do governo estadual para uma Fundação ligada a igreja, repassados pelo então secretário estadual de saúde, Anselmo Tosi a pedido de deputados estaduais, que utilizaram-se de emendas parlamentares. A igreja deverá prestar contas de como foi utilizado todo este dinheiro recebido.

ex-vice-presidente Pr. Ângelo Pereira e o contador,
Leonardo Alvarenga
 são os principais acusados.
No dia 9 de janeiro, segundo o site do G1, entrou também no caso, a Delegacia de Defraudações e Falsificações (Defa), que já colheu o depoimento do Presidente da instituição e deverá intimar também os outros envolvidos. O Defa entrou no caso, após receber um ofício da justiça solicitando a participação no caso e depois de receber vários telefonemas de membros da igreja.

Segundo já foi dito antes, outro órgão governamental que poderá solicitar explicações é a Receita federal que já está investigando os envolvidos podendo processá-los por enriquecimento ilícito.

No somatório total, o desvio deverá ultrapassar os 20 milhões de reais.

Na internet, surgem vários comentários de membros da igreja defendendo a instituição mas indignados com as pessoas envolvidas no caso, pois segundo os comentários, a Igreja Cristã Maranata sempre procurou manter a lisura e honestidade com o dinheiro dos dízimos, mas infelizmente o homem é falho. Outros membros associam o fato com o fim dos tempos e ex-membros aproveitam para desabafar contra a igreja.

Reações:

1 comentários:

  1. Justo é ter uma assenbléia geral com os membros da igreja icm isso não é assunto para só 400 pastores! cada coisa em seu lugar!

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENTÁRIO!: É muito importante para nós sabermos sua opinião sobre o que acabou de ler, por isso, deixe o seu comentário sobre a matéria acima que será um prazer para nós exibi-lo aqui. Lembramos apenas que VOCÊ é o ÚNICO responsável por seu comentário e que não são permitidos comentários que contenham: Conteúdo ofensivo, difamatório ou palavras de baixo calão.

O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012