quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Jornal foi condenado a pagar indenização por publicar reportagem falando sobre o dízimo


O Jornal Diário de Sorocaba, foi condenado a pagar uma indenização por danos morais de R$ 20.000,00 a IURD (Igreja Universal do Reino de Deus) por causa de uma reportagem que foi julgada tendenciosa, segundo o juiz Mario Gaiara Neto da 3ª Vara Cível de Sorocaba, pois o jornal admitiu ter tirado a notícia da internet e a IURD alegou que a reportagem acarretou prejuízo à honra e à imagem.


A reportagem foi publicada em 25 de junho de 2011 com o título de: “Quem não paga dízimo à Universal pode ficar com o nome sujo no SPC”. Parte da reportagem dizia o seguinte: “os bispos da Igreja Universal do Reino De Deus, presidida por Edir Macedo, decidiram que a instituição vai cadastrar no SPC/Serasa os fiéis que ficaram com o pagamento do dízimo em atraso, na tentativa de diminuir a inadimplência. A direção da igreja não informou o número de devedores, mas se estima que os maus pagadores estão causando um prejuízo mensal de quase R$ 1 bilhão. Além de ficar com o nome sujo, os fiéis inadimplentes podem ter de pagar multa e ter contrato rescindido se trocarem a Universal por outra Igreja”.

Para o juiz, esse tipo de notícia transmite aos leitores a impressão de que a Universal presta assistência espiritual com fins lucrativos, desnaturando, assim, os seus propósitos institucionais e atingindo a sua honra objetiva.

Reações:
O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012