quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Últimas notícias sobre o pastor Yousef Nadarkhani: Brasil deve intervir e nos EUA pastor ameaça queima de alcorão.


Pr Yousef Nadarkhani é casado e tem dois filhos.

Segundo a colunista da BandNews FM, Mônica Bergamo, as pressões da bancada evangélica já começaram a surtir efeito em relação ao caso do Pastor iraniano Yousef Nadarkhani, que conforme a reportagem da Rede Globo, já teria sido condenado a morte por enforcamento, pois no Irã é um grave crime deixar o islamismo e ir para outra religião.

De acordo com o que foi informado pela colunista, após a pressão da bancada evangélica, o governo resolveu se posicionar contrário a execução fazendo com que os diplomatas brasileiros iniciassem conversas com os iranianos e trazendo o próprio ministro das relações exteriores, Antônio Patriota para interferir na questão.

Já nos Estados Unidos, o pastor Terry Jones, presidente da “Stand Up America Now”, que já havia entrado em uma polêmica dizendo que queimaria o alcorão no dia 11 de setembro, e acabou recuando, agora afirmou que caso o governo iraniano não volte atrás com a sentença, irá desta vez queimar várias cópias do Alcorão que é considerado sagrado para os islâmicos e também várias imagens do profeta Maomé.

O pastor acha que este é um protesto que “obviamente irá chamar a atenção do Islã” e que os cristãos “não podem ficar de braços cruzados e não fazerem nada”.

Segundo o site da “Missão Portas Abertas”, que tem como objetivo diminuir o sofrimento de cristão perseguidos em todo o mundo, os advogados do pastor iraniano ainda não receberam comunicado oficial das autoridades sobre sua sentença de morte, apesar de todas as informações de que sua morte é iminente.

O site informou também que apesar dos advogados de Nadarkhani não terem recebido a confirmação por escrito, Khandjani afirma estar preocupado, pois o governo desconsidera suas próprias leis e processos legais ao tratar os cristãos. Diversos prisioneiros já foram executados sem aviso.

Nadarkhani falou com sua esposa por telefone no dia 22 de fevereiro, e o Centro Americano da Lei e Justiça afirma que ele ainda está vivo.

“Temos que continuar orando e falando sobre a situação dos cristãos no Irã, porque é um momento de tensão para o povo”.  Os cristãos no Irã são repetidamente presos e interrogados. O caso de Nadarkhani não é algo fora do comum no país.

Se você deseja ajudar a libertar Nadarkhani coloque seu nome na petição mundial que já possui mais de 171 mil assinaturas, no link a seguir: http://aclj.org/iran/save-christian-pastor-nadarkhani-iranian-death-sentence
Yousef, Youcef, Youssef, Nadarkhani

Reações:
O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012