quarta-feira, 9 de maio de 2012

ONG do Pastor Marcos Pereira, perde contrato milionário com o governo.


Rodrigo Neves, secretário estadual de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro, decidiu não mais assinar contrato com a ONG, Vida Renovada, do pastor Marcos Pereira da Assembléia de Deus dos Últimos Dias.

A entidade, receberia segundo reportagem do jornal O Dia, cerca de 1,296 milhão pois havia sido uma das sete ONGs selecionadas pela secretaria para administrar clínicas de recuperação de dependentes químicos.

O pastor Marcos Pereira, está sendo investigado por associação para tráfico de drogas, tortura e estupro. As acusações contra o pastor foram feitas pelo líder do AfroReggae, José Jr., e pelo pastor Rogério Menezes, seu ex-braço direito. Pereira é fundador da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias, responsável pela ONG.

O resultado do processo de seleção do edital 001/2012 da Secretaria de Assistência Social foi assinado pelo coordenador Leonardo Costa, e divulgado no site do órgão em 30 de abril. Lá consta que o Instituto Vida Renovada foi uma das duas ONGs que iria atuar em 12 cidades da Baixada, como Duque Caxias e Nova Iguaçu.

Em nota, a secretaria afirma que “somente estabelecerá convênios com instituições habilitadas no processo de seleção pública 2/2012 e que não tenham qualquer questionamento quanto às suas atividades”. E que pediu informações sobre o inquérito da Delegacia de Combate às Drogas. O pastor reagiu: “Desafio qualquer um provar que o Vida Renovada não é idôneo”.

Com Informações de O Dia On Line

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO!: É muito importante para nós sabermos sua opinião sobre o que acabou de ler, por isso, deixe o seu comentário sobre a matéria acima que será um prazer para nós exibi-lo aqui. Lembramos apenas que VOCÊ é o ÚNICO responsável por seu comentário e que não são permitidos comentários que contenham: Conteúdo ofensivo, difamatório ou palavras de baixo calão.

O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012