sábado, 30 de junho de 2012

Segundo IBGE, evangélicos já são quase 30% da população brasileira. Católicos tiveram grande redução.

O IBGE,  Instituto Brasileiro de Geografia a Estatística, divulgou em seu site nesta sexta (29), os resultados do Censo Demográfico de 2010 que mostram o crescimento da diversidade dos grupos religiosos no Brasil.

A proporção de católicos seguiu a tendência de redução observada nas duas décadas anteriores. Em paralelo, consolidou-se o crescimento da população evangélica, que passou de 15,4% em 2000 para 22,2% em 2010 o que já pode ser maior em 2012.  Dos que se declararam evangélicos, 60,0% eram de origem pentecostal, 18,5%, evangélicos de missão e 21,8 %, evangélicos não determinados.


Com base nestes dados, o número de católicos brasileiros diminuiu 9%, Para se ter uma ideia, em 1940, o mesmo IBGE constatava um percentual de 95% de católicos no Brasil. Em 1991, este número passou para 83%. Posteriormente, em 2000, na queda mais acentuada, foi para 73,6%, até chegar, 10 anos depois, nos atuais 64,6% dos cerca de 190 milhões de brasileiros.


Esta redução no percentual de católicos ocorreu em todas as regiões, mantendo-se mais elevada no Nordeste (de 79,9% para 72,2% entre 2000 e 2010) e no Sul (de 77,4% para 70,1%). Entre os estados, o menor percentual de católicos foi encontrado no Rio de Janeiro, sendo 45,8% em 2010.


Com relação aos evangélicos, em 30 anos, o percentual passa de 6,6% para 22,2%, apontando um aumento de cerca de 16 milhões de pessoas. Em 2000, os evangélicos representavam apenas 15,4% da população. Em dez anos, passaram de cerca de 26 milhões de adeptos para 42 milhões de brasileiros.



A pesquisa indica também o aumento do total de espíritas e dos que se declararam sem religião, ainda que em ritmo inferior ao da década anterior, e do conjunto pertencente às outras religiosidades.

Estas e outras informações integram a publicação Censo Demográfico 2010: Características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. Para acessar a planilha de religiões, clique aqui.



Outras curiosidades

  • O município de União da Serra, no Rio Grande do Sul, é o mais católico do Brasil: 99,18% dos moradores seguem a religião;
  • O município de Arroio do Padre, também no RS, é o mais evangélico: 85,84% dos moradores;
  • Palmelo, em Goiás, concentra o maior número de espíritas: 45,5%;
  • Cidreira, novamente no RS, tem 5% de praticantes de umbanda e candomblé;
  • O islamismo responde apenas por 1,2% do grupo de outras religiosidades;
  • Sobre os que se declararam sem religião, 4% são ateus.


Fontes: IBGE, Terra e Correio Brasiliense

Reações:

1 comentários:

  1. Está notícia é boa em um ponto: as igrejas evangélicas estão crescendo no Brasil e o Brasil NUNCA teve um número tão grande de evangélicos. Entretanto, há algumas igrejas evangélicas onde PREGAM UM FALSO CRISTIANISMO, com teologias da prosperidade e entre outras teologias fora do cristianismo.

    Se o número de cristãos verdadeiros não aumentar com o crescimento das igrejas evangélicas - podemos afirmar que aconteceu nada de mais. Não obteve êxito ao cristianismo - com o crescimento das igrejas evangélicas.

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENTÁRIO!: É muito importante para nós sabermos sua opinião sobre o que acabou de ler, por isso, deixe o seu comentário sobre a matéria acima que será um prazer para nós exibi-lo aqui. Lembramos apenas que VOCÊ é o ÚNICO responsável por seu comentário e que não são permitidos comentários que contenham: Conteúdo ofensivo, difamatório ou palavras de baixo calão.

O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012