sábado, 3 de março de 2012

Assessor da Presidência, Marco Aurélio Garcia: "Brasil não é tribunal do mundo”, sobre o caso do Pr. Yousef, condenado a morte no Irã


Marco Aurélio Garciaassessor especial para assuntos internacionais da Presidência da República
Foto: Divulgação

Segundo informações do site GazetaWeb, o assessor especial para assuntos internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, ao comentar sobre o caso do pastor Yousef Nadarkhani que foi condenado a morte no Irã por se converter ao cristianismo, disse que o Brasil tem de ser “cuidadoso” porque  não é “tribunal do mundo”. Garcia disse  também que, "O Brasil tem utilizado a negociação como um caminho muito proveitoso queremos continuar fazendo isso de uma forma respeitosa".

No Senado, a Comissão de Direitos Humanos pretende realizar uma audiência pública para debater os motivos que levaram o Irã a prender Yousef Nadarkhani. A audiência deve ser realizada no dia 20 de março e foi pedida pelo senador Magno Malta (PR-ES), que integra a bancada evangélica no Congresso. A ideia dos senadores é convidar para a audiência o embaixador do Irã no Brasil.

O governo de Dilma Rousseff sempre vem sendo cobrado no sentido de se posicionar com mais veemência nas questões humanitárias, pois ela mesma foi perseguida política, mas o Brasil tem sempre tentado manter bons relacionamentos com países que violam estes direitos. 

Youssef Nadarkhani e seus dois filhos
Em visita oficial a Cuba no fim de janeiro, a presidente afirmou que não é possível fazer da política de direitos humanos apenas uma arma de combate político ideológico contra alguns países. "Quem atira a primeira pedra tem telhado de vidro" se referindo a base americana de Guantánamo e disse também que violações dos direitos humanos ocorrem em todos os países inclusive no Brasil.

Na quarta-feira (29), a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, afirmou que o governo brasileiro entrou em contato com o Irã para saber quais motivos levaram o governo a condenar o pastor à pena de morte. A ministra da Casa Civil afirmou que o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, deve elaborar um relatório detalhado sobre o caso.

Todos os cristãos do mundo estão aguardando o caso com bastante expectativa mas certeza mesmo até agora é que devemos orar para que ao invés de um mártir tenhamos apenas um bom testemunho de livramento. O pastor tem dois filhos pequenos.
Fonte: www.gazetaweb.com/G1
Yousef, Youcef, Youssef, Nadarkhani

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO!: É muito importante para nós sabermos sua opinião sobre o que acabou de ler, por isso, deixe o seu comentário sobre a matéria acima que será um prazer para nós exibi-lo aqui. Lembramos apenas que VOCÊ é o ÚNICO responsável por seu comentário e que não são permitidos comentários que contenham: Conteúdo ofensivo, difamatório ou palavras de baixo calão.

O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012