quinta-feira, 22 de março de 2012

Whitney Houston morreu por afogamento e uso de drogas

Segundo informou o laudo do médico legista de Los Angeles, Califórnia, nesta quinta-feira (22) a morte oficial da cantora norte-americana Whitney Houston, de 48 anos, foi provocada por afogamento acidental, embora uma doença cardíaca e o uso de cocaína tenham sido fatores que contribuíram para o falecimento da estrela.


Em 12 de fevereiro, um grupo de assessores de Houston encontrou o corpo da cantora na banheira de um quarto do Beverly Hilton Hotel. A cantora participaria mais tarde da entrega de um prêmio. Aparentemente, Houston morreu afogada sob efeitos da cocaína e de um colapso cardíaco.

Houston reconheceu que no passado abusou das drogas, inclusive cocaína. O comunicado do legista, publicado nesta quinta-feira, disse que o relatório toxicológico determinou que a presença de cocaína no organismo da estrela "contribuiu para a morte". O comunicado também cita os efeitos da "arteriosclerose", uma doença que afeta também o coração.

O legista não entrou em detalhes se houve uma conjunção dos três fatores na causa mortis. O relatório diz que outras drogas, como maconha, xanax e benadryl, foram encontrados no corpo da cantora, "mas não contribuíram para a morte". O relatório completo do legista será publicado em duas semanas.

As informações são da Dow Jones.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO!: É muito importante para nós sabermos sua opinião sobre o que acabou de ler, por isso, deixe o seu comentário sobre a matéria acima que será um prazer para nós exibi-lo aqui. Lembramos apenas que VOCÊ é o ÚNICO responsável por seu comentário e que não são permitidos comentários que contenham: Conteúdo ofensivo, difamatório ou palavras de baixo calão.

O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012