segunda-feira, 16 de abril de 2012

Últimas Notícias! Membros de Seita que praticava canibalismo em Garanhuns, PE confessam que faziam salgadinhos com suas vítimas.

A polícia brasileira deteve um homem, Jorge Beltrão Negroponte da Silveira, 51, formação universitária em educação física e faixa preta em Karatê  e duas mulheres,  Isabel Cristina Pires, 51 anos e Bruna Cristina de Oliveira da Silva de 25 anos, sob a acusação de serem responsáveis pela morte de pelo menos duas mulheres: Alexandra da Silva Falcão de 20 anos, desaparecida desde 12 de março e Gisele Helena da Silva, 31 anos. Eles se alimentavam com a carne das vítimas e ainda fizeram salgadinhos que eram vendidos as pessoas na cidade de Garanhuns, PE.

A polícia chegou até os suspeitos por meio dos estratos do cartão de crédito de uma das vítimas e conforme depoimento a polícia, o trio disse pertencer a uma seita anti-semitista chamada “Cartel” que combatia a "procriação" e tinha como alvo mulheres que deram à luz mais de um filho. Eles atraíam suas vítimas com propostas de emprego e as escolhiam aleatoriamente na rua, ao passar por elas, uma “entidade” os alertava de que se tratava de pessoas más que precisavam ser purificadas.

Em rituais macabros, matavam suas vítimas e preparavam coxinhas e empadas com partes do corpo como nádegas, fígados e músculos que eram vendidos em escolas, para turistas e até em hospitais da cidade. Eles disseram também que seus planos só deram errado por causa de uma seita contrária com o nome de “M”.

Após saber do acontecido, a população do bairro jardim Petrópolis, onde eles moravam em Garanhuns, queimaram a casa dos acusados, atrapalhando a polícia, pois há suspeitas de que o número de vítimas possa ser superior a dez e pistas importantes podem ter sido queimadas.

Junto com Negroponte, foi apreendido um livro onde ele contava suas atrocidades. Ele disse a polícia que teria obedecido a vozes que de dentro da sua cabeça o instruíram sobre como perpetrar os crimes.

“Fiz certas coisas para purificação, para proteger as pessoas e entregá-las a Deus”, revelou o provável assassino, reconhecendo que ele e as duas companheiras comeram a carne de duas mulheres para “as purificar”.

Eles também adotaram uma criança de 5 anos que parece ser filha de uma outra vítima, morta em 2008 pelo trio em Olinda, PE. A criança pode ter presenciado diversas cenas de atrocidades.
Assista abaixo os vídeos sobre o assunto:


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO!: É muito importante para nós sabermos sua opinião sobre o que acabou de ler, por isso, deixe o seu comentário sobre a matéria acima que será um prazer para nós exibi-lo aqui. Lembramos apenas que VOCÊ é o ÚNICO responsável por seu comentário e que não são permitidos comentários que contenham: Conteúdo ofensivo, difamatório ou palavras de baixo calão.

O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. Obriga-se o divulgador a oferecer junto ao conteúdo usado, os links para este site e os devidos créditos.

Visualizações de página a partir de 01/2012